Adolph Hitler, Saddam Hussein e Josef Stalin em campanha contra a Sida

 Uma agência de publicidade colocou Hitler, Hussein e Stalin em situações absolutamente inusitadas, como se estivessem numa relação amorosa com modelos.
A campanha faz parte da divulgação do “Dia Mundial da Sida 2009″, cujo seu principal objectivo é chamar a atenção para as estatísticas de mortes caudadas pela Sida no mundo. As personalidades são encaradas como assassínos que provocaram um verdadeiro massacre, assim como acontece hoje com a doença.
Esta campanha foi intitulada "Aids is a Mass Murderer" (a Sida é um assasíno em massa), e conta também com um polémico vídeo de 47 segundos.
Este vídeo começa por nos mostrar algumas cenas quentes, que podem ser vivídas entre quatro paredes, terminando em choque quando se percebe que o amante da mulher é Adolf Hitler.

"Pensamos que rosto poderíamos dar ao vírus, e não poderíamos dar uma cara bonita", justificou Dirk Silz, um dos diretores da agência que criou a campanha.





´

Vídeo:





0 comentários:

Enviar um comentário

Seguir por Email

Tradutor

Acerca de mim

A minha foto
Artes Plásticas e Multimédia

Publicações mais recentes

Pesquisas Frequência X

Arquivo Frequência X

Seguidores