Cidades flutuantes – O protótipo Lilypad de Vincent Callebaut

As alterações climáticas e previsões de subida das águas do mar, poderão produzir milhares de refugiados que necessitarão de ser realojados. Se essas previsões se verificarem, muitas cidades das zonas costeiras irão tornar-se inabitáveis no futuro próximo. Se isso acontecer, o arquitecto belga Vincent Callebaut já encontrou uma solução para nos manter à tona. O Lilypad é uma cidade anfíbia, inspirado na Vitória Regia, um nenúfar gigante da região amazónica, que foi descoberta pelo botânico alemão Thaddeaus Haenke e dedicada à rainha Victoria da Inglaterra, no sec. XIX. Só que o Lilypad è uma Vitória Regia, ampliada 250 vezes. Cada cidade Lilypad será uma cidade de emissões zero, graças às tecnologias como a energia solar e eólica. Podendo acomodar cerca de 50 mil pessoas, Lilypad poderà vir a ser a solução eco-sustentável para o refugio das pessoas desalojadas, no futuro.






Fonte

1 comentários:

Anónimo 26 de novembro de 2011 às 18:01  

chamo-me Alírio Gomes sou angolano e estou na 10 classe do curso de Arquitectura.
e acho que se todos tiverem o tipo de pensamento igual ao senhor o mundo(que se preve),para alem de ser bonito sera tambem ecologico e seguro.

Enviar um comentário

Seguir por Email

Tradutor

Acerca de mim

A minha foto
Artes Plásticas e Multimédia

Publicações mais recentes

Pesquisas Frequência X

Arquivo Frequência X

Seguidores