Literatura - Arrisque-se a Viver


Arrisque-se a sorrir mesmo que pareça louco,
Chore, mesmo que se arrisque a parecer sentimental,
Estenda as suas mãos ao próximo, mesmo que para isso você tenha que se envolver,
Exponha os seus sentimentos, mesmo que se arrisque a mostrar o seu "eu" verdadeiro,
Exponha as suas ideias em público mesmo que se arrisque a ser ridículo,
Exponha os seus sonhos ao mundo, e arrisque-se a ter decepcões, pois viver é um acto arriscado.
Tenha esperança e arrisque-se a perder,
Tente fazer tudo o que deseja e arrisque-se quanto à obtenção de falhas.
Viver é antes de tudo arriscar-se a um dia ter de morrer...
Arriscar é preciso, é preciso ter esperança onde antes só existia decepção.
É preciso tentar mudar algo na nossa vida, quando algo na nossa vida nos incomoda. Pessoas que não se modificam e não arriscam não vivem plenamente.Vivem talvez sem perdas, sem sofrimento, com pouca tristeza, mas deixam de aprender, de crescer, de mudar, de sentir, de amar...Deixam de viver...No fundo ficam prisioneiras das suas incapacidades, e ao não se arriscarem deixam de ser livres.

Autor: José Nelson Matos

Fonte

0 comentários:

Enviar um comentário

Seguir por Email

Tradutor

Acerca de mim

A minha foto
Artes Plásticas e Multimédia

Publicações mais recentes

Pesquisas Frequência X

Arquivo Frequência X

Seguidores